Empresa estagnada. O que fazer?  

nas categorias Gestão, Inovação, Operação, Pessoas, em

Não é impossível tirar uma empresa da estagnação, embora seja um problema significativo. Será preciso entender os erros que estão sendo cometidos, que fizeram com que sua empresa ficasse parada no tempo.

Empreender exige saber analisar o mercado todo o momento e, se necessário, mudar suas ações e estratégias, especialmente em tempos de crise como o que estamos passando.

Abaixo, destacamos alguns pontos importantes:

1.Conhecer bem a sua empresa:

Muitas vezes, empreendedores acreditam que sabem tudo o que precisam a respeito de seus negócios, principalmente se estiverem na área durante algum tempo. E em meio à correria do dia-a-dia, passam a não se atentar ao resgate e consulta de informações importantes.

Passar apenas a executar as coisas como elas sempre foram e não se atualizar da percepção do mercado sobre seu produto, serviço e posicionamento, pode abrir brechas que vão minar as suas chances de crescimento.

Portanto, é importante recapitular ou mesmo buscar saber toda e qualquer informação referente à empresa e sua relação com o mercado, isso torna as tomadas de decisões mais seguras e reais.

A sugestão é sempre resgatar as informações fundamentais do seu negócio, como missão, visão e os valores. Acompanhe de perto os números, suas possíveis oscilações e o que as causa. Sempre manter-se atento ao comportamento das vendas, do capital de giro, do mercado, seus concorrentes diretos e fornecedores. Ou seja, o que pode gerar impacto direto ou indireto no seu negócio.

2.Inovar:

As empresas mais inovadoras do mundo são aquelas que não se contentam apenas com bons resultados, mas que buscam formas diferentes de resolver algum problema. Isso gera melhoria contínua em seus produtos e serviços.

Vale ressaltar que, inovar não significa apenas fazer altos investimentos em tecnologia: você pode ter inovação reduzindo custos de forma inteligente, repensando estratégias, simplificando processos, recebendo sugestões da equipe e se reinventando. Em um mundo cada vez mais tecnológico e instantâneo, inovar “tecnologicamente” apenas, acaba se tornando uma prática comum e básica para o crescimento de qualquer empresa.

3.Rever parcerias:

Os parceiros e fornecedores de uma empresa são peças importantes no mundo dos negócios. Toda empresa depende de outras para crescer. Elas podem ajudar ou atrapalhar esta tarefa, dependendo de como executam os serviços.

Dessa forma, é importante rever quais são os seus parceiros e qual a qualidade dos produtos e serviços. Se perceber que um determinado fornecedor não está realizando um bom trabalho, vale a pena conversar, tentar mudar a situação ou mesmo buscar outra empresa para executar o mesmo trabalho de uma maneira mais eficiente, o que só traz benefícios para o seu negócio.

4.Motivar a equipe:

Contar com um time motivado, aumenta as chances de o negócio crescer e todos ficarem satisfeitos.

Um bom clima de trabalho e atitudes que podem parecer pequenas ajudam muito a criar a sensação de pertencimento. Disseminar a ideia de que todos podem contribuir para o crescimento da empresa é fundamental.

5.Criar integração entre as áreas:

É necessário a criação de uma visão sistêmica entre o empreendedor e seus colaboradores, ou seja, todos devem ter capacidade de enxergar a relação causa/efeito que existe nas organizações e nas atividades de cada pessoa. Isso cria é um ótimo caminho para que se estabeleça metas comuns e engajadoras, o que reforça o aspecto colaborativo, a complementariedade entre indivíduos e a integração das áreas por si só.

Isso é feito por meio de processos específicos de gestão e comunicação da estratégia, endomarketing, reuniões de alinhamento, atividades em equipe e até mesmo confraternizações e momentos informais.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *